Os e-commerces brasileiros estão usando as redes sociais para crescer. É o que indica a pesquisa feita sobre o mercado pelo PayPal Brasil e a BigData Corp.

Segundo a pesquisa, o número de lojas de e-commerce cresceu 9,23% no Brasil. Aumentou também o número de e-commerce com mais de 500 mil visitas por mês, considerados de grande visitação. Esses representam hoje 14,77% do total de lojas virtuais.

O principal canal de entrada do e-commerce são as redes sociais. Divulgações das empresas e por meio dos influenciadores digitais por meio de plataformas como Instagram e YouTube são os principais meios tanto de marca consolidadas quanto de novos empreendimentos.

Diferentes tamanhos

O e-commerce com até 10 mil visitas e que vendem até dez produtos por mês representam a maioria do comércio online brasileiro, com 76,72% do mercado. Eles são focados em nichos específicos, como sites que vendem brigadeiros, aulas particulares e outros produtos se serviços.

As lojas virtuais de médio porte, de 10 mil a 500 mil por mês, correspondem a 5,51% do e-commerce do País. E o de grande porte (com mais de 500 mil visualizações/mês), representam 14,77%.

Menor preço

A pesquisa indica ainda que os consumidores estão usando canais alternativos para realizar pesquisas de preços. Nesse modelo, os marketplaces online são os mais acessados pelos clientes para visualizar outras lojas e conhecer ofertas.