Ação integra o Políticas Públicas 4.0, convênio firmado entre Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e Sebrae

A cidade de Sinop (MT) recebe, no próximo dia 05 de julho, uma iniciativa do Políticas Públicas 4.0 (PP 4.0), convênio firmado entre a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). O projeto pretende unir entidades e associados do Sistema CNDL e representantes do poder público em discussões em torno de questões essenciais para o desenvolvimento do setor varejista no país.

O encontro tem como objetivo realizar atividades coletivas com foco no desenvolvimento local e regional conciliando interesses comuns e objetivos compartilhados. “O fortalecimento das lideranças do setor varejista depende de ações articuladas com a participação dos setores público, privado e terceiro setor. Neste sentido, haverá também destaque para atividades efetivas de articulação das lideranças com o poder público para alinhamento das demandas na agenda política local”, afirma o presidente da CNDL, José César da Costa. “Os resultados desses encontros serão compilados de forma a materializar demandas, planos de ação e propostas de políticas públicas”, pontua.

 

Especialistas conduzem ação – O professor Marcos Lima, consultor do Instituto de Avaliação, Gestão & Educação (IAGEE), organização especializada em gestão de políticas públicas e organizacionais, e o especialista em gestão e articulação de políticas públicas Ângelo Roncalli comandam o evento. “O nosso foco de atuação será desenvolver e implantar metodologias que promovam, por meio da articulação de lideranças, o desenvolvimento regional e local, com a estruturação concreta de propostas de políticas públicas para o varejo brasileiro”, explica Lima.

Lima exalta, ainda, a iniciativa pelo poder de mobilização das lideranças do Sistema CNDL, considerando interesses comuns e objetivos compartilhados entre o setor do varejo e as demais políticas públicas setoriais. O especialista explica que os resultados das atividades serão compilados de forma a materializar demandas, planos de ação e propostas de políticas públicas que deverão ser articuladas junto aos atores políticos. “Pela minha experiência, esses processos de construção têm demonstrado que nós poderemos não só mobilizar e conscientizar as lideranças do varejo, mas também contribuir para uma melhor organização interna do setor varejista que é tão fundamental para a economia nacional”, avalia.

 

Sobre o PP 4.0 – Com investimento total de R$ 3,7 milhões ao longo de dois anos, o projeto prevê três tipos de eventos que irão percorrer todas as regiões do país. São encontros com objetivo de qualificar lideranças para ações de Relações Institucionais e Governamentais (RIG) com foco no estímulo às articulações locais; encontros para fomento ao desenvolvimento local e regional por meio da articulação das lideranças do varejo e elaboração de propostas de Políticas Públicas; e encontros para mobilização empresarial para debater fundamentos essenciais ao desenvolvimento sustentável de negócios e empresas. Ao longo do período do convênio, serão realizados 36 encontros, 12 de cada tipo.

Os fóruns são conduzidos por especialistas em cada tema a fim de estimular o debate e a consolidação de fundamentos essenciais aos líderes do setor de comércio e serviços, como protagonismo, ética e associativismo. Também serão promovidos 12 estudos e pesquisas com objetivo de embasar a formulação de políticas públicas com foco nas micro e pequenas empresas do setor. Além disso, será desenvolvida uma plataforma digital de articulação política – um sistema online inédito no Brasil que permitirá acompanhar projetos, estruturar demandas e ao mesmo tempo mobilizar lideranças e conectar atores públicos e privados.

 

Sobre a CNDL – Criada em 1960, a CNDL é formada por Federações de Câmaras de Dirigentes Lojistas nos estados (FCDLs), Câmaras de Dirigentes Lojistas nos municípios (CDLs), SPC Brasil e CDL Jovem, entidades que, em conjunto, formam o Sistema CNDL. É a principal rede representativa do varejo no país e tem como missão a defesa e o fortalecimento da livre iniciativa. Atua institucionalmente em nome de 500 mil empresas, que juntas representam mais de 5% do PIB brasileiro, geram 4,6 milhões de empregos e movimentam R$ 340 bilhões por ano.

http://site.cndl.org.br/projeto-com-foco-na-estruturacao-de-politicas-publicas-para-o-varejo-chega-a-sinop/